Historia da Bíblia e Muitas Curiosidades – Completão

Ola, tudo bem ?

Nesse pequeno estudo vamos conhecer algumas curiosidades muito interessante acerca da bíblia sagrada e também saber mais de como tudo começou, nesse pequeno post vamos conhecer a historia da bíblia e como ela se propagou tão grandemente, muitas curiosidades bíblicas e fatos importantes, fique comigo até o final desse estudo que garanto que você irá gostar.

INTRODUÇÃO

O livro mais vendido e lido de todos os tempos é a bíblia sagrada, mais de 90% das religiões hoje usam a bíblia sagrada para fundamentar seus argumentos, dogmas, preceitos, etc, hoje a religião que mais cresce em todo o mundo é o Cristianismo e todo o cristianismo é fundamentado na bíblia, mas qual seria sua origem ? Seria a palavra de Deus a bíblia ? Nesse pequeno artigo vamos conhecer mais a historia da bíblia e algumas curiosidades bíblicas muito interessantes.

PAPIRO EM AÇÃO

Porque a bíblia se chama bíblia? De onde se originou o nome da bíblia sagrada ? – O que significa bíblia ? Essas são algumas perguntas que será respondidas nesse tópico.

A bíblia foi originalmente escrita em papiros, para entendermos mais sobre a bíblia, precisamos entender um pouco sobre o material (papiro), o papiro é o percursor do papel, leia um pouco sobre essa planta abaixo.

Esta planta, da família das cyperaceas, é muito comum nas margens de rios da África. As folhas são longas e fibrosas, um pouco semelhantes às folhas de cana-de-açúcar.

No Egito Antigo, o papiro era encontrado nas margens do rio Nilo. Foi muito utilizado pelos egípcios para diversos propósitos. As folhas eram sobrepostas e trabalhadas para serem transformadas numa espécie de papel, conhecido pelo mesmo nome da planta.

Este papel (papiro) era utilizado pelos escribas egípcios para escreverem textos e registrarem as contas do império. Vários rolos de papiro, contando a vida dos faraós, foram encontrados pelos arqueólogos nas pirâmides egípcias.

PREÇO DO PAPIRO

O papiro era um material muito utilizado naquelas épocas pelos egípcios, eles exportavam esse material para vários lugares, uma das formas que eles ganhavam dinheiro era exportando esse material.
Foi encontrado vários papiros arqueológicos falando o valor de um papiro na época, segue as informações abaixo.

Em 45 d.C, apenas UMA FOLHA de papiro custava duas moedas e um rolo de papiro custava 8 moedas. Um trabalhador que ganhava razoavelmente bem, ganhava 2 moedas para trabalhar o DIA TODO. Então apenas UMA FOLHA custava o dia todo de um trabalhador.

ORIGEM DA BÍBLIA (PALAVRA BÍBLIA)

Tá, tudo bem, mas o que isso tem a ver com a bíblia ? Agora que já entendemos um pouco sobre os papiros, fica mais fácil compreender a origem da palavra bíblia.

O nome “bíblos” é o nome grego dado ao caule do papiro (e com caule que fazem os papiros). A invenção pode ser dos egípcios mas quem deu nome a tudo isso foi os gregos. Tinha uma cidade fenícia chamada “bíblos” que era exportadora de papiros, logo “bíblos” significa papiros ou livros em grego antigo, tanto é que os acervos de livros são chamados de ‘bibliotecas’.

Biblo é o livro, biblio é livrinho em grego, o grego e diferente do português, não usam o S para plural, já o grego usa a letra A para plural sendo assim, o plural de bíblo, e bíblia, QUE É A COLEÇÃO DE pequenos livros.

O nome grego BÍBLIA (coleção de pequenos livros) passou para o latim e do latim para o português, e ficou conhecida como bíblia.

O PRIMEIRO LIVRO IMPRESSO NO MUNDO

A bíblia foi o primeiro livro a ser impresso no mundo ela foi impressa por volta do ano 1450 na cidade de “Mogúncia (atual Mainz)” na Alemanha pelo genial Johann Gutenberg, ele e considerado para muitos como o criador da imprensa, embora muitos acreditam que ele copio a ideia dos chineses, seja como for, a sua impressão da bíblia revolucionou a historia do mundo.

Quando ele expôs seus planos de imprimir a bíblia, todos acharam um absurdo, todos acharam que ele estava ficando louco, porque tal tarefa estava muito além das possibilidades humanas do seculo 15.

Ele trabalhou 8 anos e conseguiu imprimir 180 exemplares da bíblia sagrada, isso foi um feito magnifico para toda humanidade.

Como na época o papiro já estava em desuso, sobravam os pergaminhos para a confecção dos livros, lembrando que o pergaminhos eram feitos de pele de animal, a pele do animal era esticada, depois eles recortavam em quadrados para poder escrever neles.

Estima-se que 5 mil cabras foram mortas para impressão de 30 exemplares da bíblia. Já imaginou a trabalheira ?

A PRIMEIRA BÍBLIA VENDIDA

Depois que os exemplares foram impressos, eles precisavam vende-las para cobrir os gastos, um dos sócios dele chamado “João fuz” vendeu sua primeira bíblia para Carlos sétimo, rei da frança.

A bíblia custou ao rei o preço de 50 moedas de ouros, só para ter uma noção do que isso significava, um trabalhador mediano na Europa, ele trabalhava o ano inteiro para ganhar de 2 a 30 moedas de ouro, e uma casa de pedras, que era muito “luxo” naquela época, custava cerca de 100 moedas de ouro.

Ainda hoje existem alguns exemplares da bíblia de Johann Gutenberg, um exemplar da bíblia de Gutenberg esta valendo hoje mais de 30 milhões de dólares. – Um desses exemplares podem ser encontrado na biblioteca do congresso Americano.

QUANTIDADE DE BÍBLIAS VENDIDAS

A bíblia é o livro mais vendido do mundo, isso é indiscutível,  a New York Times nem coloca a bíblia entre os ‘best sellers‘, isto é, os livros mais vendidos do mundo, porque seria injusto com os outros livros.

A sociedade bíblica inglesa em uma de suas pesquisas, constatou que já foram vendidas mais que 6 BILHÕES de bíblias, e a mesma pesquisa diz que foram muito mais, porque muitas bíblias foram vendidas e feitas em épocas de perseguição, como no Regime Soviético, onde milhares de bíblias foram entregue clandestinamente, essas não foram computadas.

A BÍBLIA FOI TRADUZIDA EM VÁRIOS IDIOMAS

A bíblia já foi traduzida por quantos idiomas ?  – A sociedade bíblica Unida, anunciou em 2010 que a bíblia hoje encontra-se traduzida em 2565 idiomas. Parece muita coisa, mas não e, no mundo existem 6860 línguas catalogadas pela sociedade internacional de linguística.


LIVROS APÓCRIFOS – DEUTEROCANÔNICOS

O que significa os livros apócrifos ? Porque os evangélicos não usam os livros apócrifos ? Essas são algumas perguntas que será respondida nesse tópico.

A bíblia é uma coleção de pequenos livros, escrita por aproximadamente 40 autores e demorou cerca de 1600 anos para ficar pronta com seus atuais 66 livros.

MAS ESPERA, as bíblias católicos possui alguns livros a mais, eles chamam estes livros de deuterocanônicos, estes livros não estão presentes nas bíblicas protestantes.

Afinal, seria as bíblicas protestantes que estariam incompletas ou as bíblicas católicas que acrescentaram livros que não fazem parte do original do cânon inspirado por Deus ?

Os livros que diferenciam a bíblia protestante para as católicas são:

  • Tobias;
  • Judite;
  • Sabedoria de Jesus Ben Sirach ou Eclesiástico;
  • Sabedoria de Salomão;
  • Baruque;
  • I Macabeus;
  • II Macabeus;
  • Além de alguns acréscimos aos livros de Daniel e Ester.

Sobre esses livros, podemos dizer que o CÂNON HEBRAICO DAS ESCRITURAS nunca os considerou inspirado por Deus. Por este motivo esses livros não estão inclusos na bíblia protestante.

Num famoso encontro entre rabinos judeus realizado em ‘jamea‘, no final do primeiro século depois de cristo os participantes consideraram CANÔNICOS apenas os livros que existiam na língua hebraica e que remontassem o tempo do profeta Esdras, o que exclui os livros DEUTEROCANÔNICOS (Apócrifos).

Essa posição judaica sobre o cânon é importante para nos, como disse Paulo em Romanos 3.3 – “Aos judeus foram confiados os oráculos de Deus”.
A palavra para Oraculo em grego significa – “a palavra inspirada por Deus“, isto é, o cânon dos livros sagrados.

Foi somente no Concílio de Trento em 1546 que a igreja católica para refutar os ensino de Martim Lutero, nesse concílio eles canonizaram oficialmente esses livros e por este motivo deu-se o nome de DEUTEROCANÔNICOS, isto é – canonizado numa segunda vez.

O curioso que até mesmo o Cardeal Thomas Carretano que foi o maior oponente de Martim Lutero na época do movimento, também admitiu que os livros apócrifos não eram fontes confiáveis de doutrina.

Já os protestantes, preferem chamar de apócrifos que em grego significa ‘oculto, escondido, de origem duvidosa’.

CURIOSIDADES DOS LIVROS APÓCRIFOS

Vou listar algumas curiosidades dos livros apócrifos para quem nunca leu, lembrando que esses livros não podem ser usados para formar uma doutrina. Além disso, os livros apócrifos também foram rejeitados por trazer doutrinas e ensinamentos estranhos que contraria o senso comum e fere vários princípios da palavra de Deus (a canonizada).

Por exemplo, os livros apócrifos falam de:

  • Magina;
  • Oração pelos mortos;
  • preexistência da alma.

Sem contar as levas de historias absurdas, como:

  • como de uma mulher que jejuou a vida toda com exceção do sábado;
  • um anjo que mentiu e ainda mandou Tobias queimar coração de um peixe no braseiro para com sua fumaça expelir espíritos demoníacos que estavam ao redor, isto é bruxaria.

Esses são apenas algumas curiosidades que você pode encontrar nesses livros apócrifos, por estes motivos e outros já mencionado que eles não entraram na bíblia protestante.

LIVROS MENCIONADOS NA BÍBLIA

Fora os livros apócrifos já mencionados, a bíblia menciona alguns livros certamente inspirados mas que não tinha a função canônica, por isso se perderam. Não existe nenhum manuscrito deles, só existem referencias mencionadas na bíblia, como por exemplo:

  • O livro de Jasher – Josué 10.13;
  • As batalhas do Senhor – Números 21.24;
  • o livro do profeta Semaías e Ido – 2 Cronicas 12.15.

No novo testamento também temos referencia de Paulo a uma carta aos Laodicenses que também hoje se encontram perdidas.

Mas, uma pergunta, se alguns desses livros fossem encontrados hoje eles poderiam ser incorporado nos canos da escrituras ? – A resposta é clara, NÃO !!! – Pois nem todas palavras inspiradas são partes da bíblia sagrada.


DIVISÕES ENTRE CAPÍTULOS E VERSÍCULOS

Nesse tópico vou falar de como começou as divisões entre capítulos e versículos e quem começou a dividir a bíblia em capítulo e versículo . Primeira sobre capítulos e depois versículos.

As várias divisões entre capítulos foram realizadas entre o quarto e o quinto seculo d.C, algumas primitivas divisões da bíblia foram encontradas já no período da bíblia hebraica.

É possível dizer que a divisão em capítulos que encontramos em nossas bíblias atuais vem de dois autores do século 13, o primeiro autor é: Stephen Langton que na época era arcebispo da Cantuaria (Inglaterra) e o Cardeal Hugo D E.S Charo, conhecido como Hugo de Sancher.

Se quiser ver a foto deles, clique no link > Stephen LangtonHugo D E.S Charo

DIVISÃO ENTRE VERSÍCULOS

Uma pergunta que sempre me fazem é: Quem começou a divisão entre versículos bíblicos? A historia é bem longa, mas vamos resumir nesse tópico.

Já a divisão em versículos começou aparecer somente mais tarde, depois de 1548, o responsável por essa divisão foi o impressor Frances Robert Estienne.

E ele não fez um trabalho muito bom, algumas de suas divisões ficou tão ruim, que alguns autores sugeriram que o seu trabalho, ou pelo menos parte dele, foram feitos sobre o “lombo de um cavalo”.

São vários erros de divisão, alguns não muito importantes, outros com maior grau de importância, por exemplo:

Daniel capítulos 10, 11 e 12 constituem uma única profecia, mas do jeito que esta parecem ser 3 profecias diferentes, e assim vão os problemas de divisão no texto bíblico.

Para finalizar esse tópico, quero deixar uma última observação, para um estudioso da bíblia, NÃO DEVE se ater 100% aos capítulos e divisões bíblicas para interpretar as passagens, profecias, etc, porque essas divisões de capítulos e versículos não foram inspirada por Deus como muitos pensam, é apenas uma ferramenta para ajudar na compreensão, mas você não deve se ater a elas.

QUANTOS CAPÍTULOS E VERSÍCULOS A BÍBLIA POSSUI

Outra curiosidade bíblica e muito perguntada nos fóruns é: Quantos capítulos e versículos existem na bíblia? – A resposta é: Capítulos: 1189; Versículos: 31102, são esses números de capítulos e versículos que juntos já transformaram a vida de milhares de pessoas.

A BÍBLIA FOI ESCRITA EM QUAIS IDIOMAS

Outra pergunta muito comum é: A bíblia foi escrita em quais idiomas? – A resposta é: Originalmente, foram escritas em três idiomas, sendo eles: Hebraico, Aramaico e Grego. Com passar do tempo, como já mencionado, a bíblia já foi traduzida para milhares de idioma –2565 idiomas.

AS PRIMEIRAS TENTATIVAS DE TRADUZIR A BÍBLIA PARA O PORTUGUÊS

Nesse tópico vamos conhecer mais da historia da tradução da bíblia para o português, as primeiras tentativas de tradução.

Muitos pensam que João Almeida foi o primeiro a traduzir a bíblia em português, porem não foi, a primeira tradução (ou tentativa) para o português foi feita pelo Rei de Portugal –  Dom Diniz Primeiro (1279 – 1325).

Ele iniciou uma tradução do latim para o português, mas não conseguiu ir além dos 20 primeiros capítulos de Gênesis, porque infelizmente morreu antes.

Depois dele, houve outras traduções incompletas da bíblia para o português. Em 1505 por exemplo, a rainha Dona Leonor de Avis, esposa de Dom João II, mandou publicar os Atos dos apóstolos e as Epístolas gerais, mas o clero não querendo que a bíblia estivesse na língua vernácula (idioma falado), conseguiu interromper os trabalhos e dar fim as copias que estavam na biblioteca do pais.

A PRIMEIRA BÍBLIA TRADUZIDA PARA O PORTUGUÊS – JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA

Nesse tópico vamos ver como foi a primeira bíblia traduzida para o português, um pouco da historia de como começaram a traduzir e também conhecer um pouco mais João Ferreira de Almeida.

Em 1645, um jovem de apenas 17 anos iniciou aquela que seria a primeira versão completa da bíblia em português, seu nome era João Ferreira de Almeida.

Ele nasceu em “Tavares”, proximidades de Lisboa, ele teve uma vida cosmopolita, pois morou em vários países e ao se converter ao protestantismo foi missionário no ‘seilão’ que é o atual “Sirilã”, ele sabia ler e se comunicar razoavelmente bem em:

  • Holandês;
  • Frances;
  • Italiano;
  • Espanhol;
  • Latim;
  • Grego.

Veja a perseverança desse rapaz, depois de ter traduzido vários capítulos ele perdeu o manuscrito que demorou 3 anos para escrever e teve que começar tudo de novo do zero.

Ate que em 1676 ele finalmente terminou a tradução do novo testamento e levou para ser impresso num lugar, mas o processo de correção foi tão longa, que ele pegou os manuscritos e levou para ‘Amsterdã’ na holanda, e finalmente em 1681 surgiu o primeiro novo testamento em português.

Depois de ter traduzido o novo testamento, ele começou o trabalho de traduzir o velho, mas ele só conseguiu chegar até Ezequiel capítulo 41, pois uma enfermidade ceifou a vida dele em 1691 aos 63 anos de idade.
Até que em 1748 o pastor “Iakobos – Thiago” reiniciou o trabalho interrompido por Almeida e em 1753 foi impresso a bíblia em dois volumes. A primeira bíblia completa em português.

TRADUÇÃO DA BÍBLIA CATÓLICA – ANTONIO FIGUEIREDO

Talvez em resposta a essa publicação da bíblia protestante, o papa Bento 14 soltou um decreto dizendo que: a bíblia era útil para fortalecer a fé e que uma versão católica deveria ser com urgência impressa em língua portuguesa“.

Quem ficou encarregado dessa tradução foi o Padre Antonio de Figueiredo que também era de Lisboa, ele ate que procurou fazer um bom trabalho, mas reconhecendo que não conhecia NADA de grego e hebraico, ele fez uma tradução a partir da vulgata latina conforme as ordens do papa.

Logo, essa versão católica veio de uma tradução de uma tradução.

Na primeira edição de 1778, a versão de Figueiredo pecou por introduzir coisas ‘tendenciosos‘ em sua tradução, como por exemplo:

  • O texto 1 Pedro 5.5 que fala da devida obediência aos mais velhos, ficou “apoiando a honra dos padres”;
  • O texto de João 11.57 traduziu a palavra sacerdote por Outifice para valorizar o titulo do papa;
  • Apocalipse 1.10 que diz ‘arrebatado fui no dia do senhor’, ele trocou por ‘arrebatado fui no DOMINGO’, para fazer valer o domingo como o dia oficial da igreja de roma.

Esses foram apenas alguns exemplos das alterações que Figueiredo fez.

CONCLUSÃO

Essas foram apenas algumas curiosidades do livro mais vendido do mundo, a bíblia sagrada. A intenção desse post foi mostrar um pouco mais da historia da bíblia e não atacar nenhuma religião, todos os fatos aqui apresentados podem ser encontrados em livros, tudo com base em muita pesquisas e dados reais. O mais importante em tudo, é ter uma vida com Deus para melhor entender sua palavra.

Post – Historia da Bíblia e Muitas Curiosidades – Completão
Tags – Historia da Bíblia, Curiosidades Bíblicas, Divisão de Capítulos e Versículos, João Ferreira de Almeida, Primeira Bíblia traduzida em Português, Livros Apócrifos, Diferença Entre Livros Católicos e Evangélicos.

MATERIAIS PARA SEU CRESCIMENTO

Comentários

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *