Como eram os estudos nos tempos bíblicos [ EDUCAÇÃO BÍBLICA ]

Paz irmãos, tudo bem?

Nesse pequeno post eu quero mostrar como eram os estudos na época da bíblia, cada região tinha seu sistema educacional, nesse estudo você aprenderá sobre os estudos nos tempos bíblicos. Fique comigo até o final 😉

INTRODUÇÃO

O sistema educacional mudou muito dos tempos bíblicos para cá, tanto os judeus como nós brasileiro sofremos influência de vários lugares até chegar a educação como é hoje, o brasil sofreu muita influência de Portugal e da Inglaterra no seu sistema educacional, ao longo desse estudo vamos ver que os judeus também. Vamos aprender um pouco sobre cada sistema educacional e de algumas regiões nos tempos bíblicos. APROVEITE O MÁXIMO ESSE CONTEÚDO.

ENSINO MECÂNICO NOS TEMPOS BÍBLICOS

O povo está se queixando aqui da maneira como o profesta os ensina, porque é “mandamento sobre mandamento… regra sobre regra… um pouco aqui, um pouco ali.” Isso significa literalmente “s após s, q após q” e se refere ao método de ensino pela repetição. O professor dizia um ‘S’ e os alunos tinham de repeti-lo – Is 28.9,10.

EDUCAÇÃO DOS SUMÉRIOS

Quando Abraão fio chamado por Deus para sair da cidade de Ur, na Suméria, e foi para a terra que Deus lhe prometeu (Gn 11.31 – 12.5), sua ida foi um ato de Fé. Ur era uma cidade altamente civilizada e Abraão recebeu um chamado para deixá-la remo ao desconhecido.

As escolas de Ur era feita para PREPARAR O ALUNO para o trabalho:

  • religioso;
  • governamental;
  • comercial.

As matérias incluía – matemática, linguagem, geografia, botânica e desenho.

A escrita era feita com um estilo em forma de cunha, que gravava as letras em tabletes de argila macia – Cuneiforme.

Os professores eram como “pais” na escola e ele tinha um assistente que ajudava na preparação da aula.
Um tablete encontrado como era a vida de um aluno nos tempos bíblicos (sumérios), nesse tablete estava escrito:

Li meu tablete, almocei, preparei meu tablete, escrevi nele e terminei-o.

Os problemas na sala eram resolvidos com uma vara, os pais pagavam pela educação.

Não há evidência de que Abraão tenha frequentado uma das “casas de tablete“, como as escolas eram chamadas, mas ele certamente seguiu as leis dos sumérios. O costume de que a mulher estéril podia ter filhos por meio de uma serva (Gn 16.1,2) era um costume sumério.

Fazia parte da lei também que depois de nascido a criança da serva não podia ser maltratada pela esposa (Gn 16.6).

EDUCAÇÃO EGÍPCIA

Por ter sido criado pela filha de faraó, “Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios” – At 7.22, e segundo a tradição egípcia isso incluí:

  • Aritmética;
  • Geometria;
  • Poesia;
  • Música;
  • Astronomia e várias outras matérias.

As escolas tinham uma ligação forte com os templos e controladas pelos sacerdotes egípcios. Caso o menino se tornasse sacerdote, medicina e religião eram temas fortemente estudados.

Moisés deve ter sido ensinado pelo “professor dos filhos do rei“, na corte real e aprendido a escrever os hieróglifos egípcios com tinta sobre os papiros.

Ele provavelmente aprendeu também a escrita Cananita, porque Canaã era sócia do Egito na época.

Moisés ensinava por meio de repetições (Dt 11.19), leitura em público (Dt 31.10-13) e música escrita (Dt 31.19).

Para os egípcios era muito importante uma base educacional avançada e por essa razão (existem várias) Deus chamou ele para governar o povo – Se fosse alguém com pouco conhecimento, possivelmente não ouviriam. Paulo séculos depois também tinha uma base muito grande de conhecimento.

EDUCAÇÃO JUDAICA

Quando o povo judeu saiu do deserto e entrou em Canaã eles não tinham um sistema educacional organizado. Conforme eles iam conhecendo as outras nações circunvizinhas, eles foram melhorando seu sistema educacional.

No início a educação estava totalmente centralizada em casa. Era responsabilidade da mãe educar tanto os filhos como as filhas durante os 3 primeiros anos (possivelmente, até o desmame). Ela ensinava as filhas os deveres domésticos durante toda a infância delas.

A partir dos três anos de idade, os meninos aprendiam a lei com o pai e o pai também ficava responsável por ensinar um ofício ao filho, isto é – uma profissão.

Um rabino disse uma vez:

O pai que não ensina ao filho um ofício útil está educando-o para ser ladrão.

Jesus não era só o filho do carpinteiro (Mt 13.55), mas também era o carpinteiro (Mc 6.3).
As meninas também podiam ter uma profissão, como parteiras por exemplo (Ex 1.15-21) e cantoras (Ec 2.8).

A educação judaica era basicamente religiosa no começo, era ensinado as leis de Deus. Dt 6 é uma passagem chave.
As crianças eram estimuladas a fazer perguntas sobre as festas (Ex 12.26; Dt 6.20-25), mostrando objetos que desconhece (Ex 13.14,15; Js 4.6). Dessa forma tornava-se natural ensinar os atos de Deus para as crianças.

Os sacerdotes eram chamados de “pai” por ensinar as crianças (2 Rs 2.3,12). Assim passando-se os anos, o povo judeu foi evoluindo o seu sistema educacional. No começo era apenas escola religiosas e com evoluir e aprender com as outras nações foram melhorando o sistema educacional.

CONCLUSÃO

Nesse estudo mostramos como evoluiu o sistema educacional dos judeus e entendemos como eram as escolas nos tempos bíblicos de algumas regiões, como sumérios e egípcios – com passar do tempo muitas coisas mudaram. Com tempo tudo evoluiu, vimos também nesse estudo que os pais sempre ensinavam uma profissão para o filho e a mãe ensinava o ofício da casa para a filha. Espero que você tenha entendido e gostado, não deixe de compartilhar esse conteúdo.

Post – Como eram os estudos nos tempos bíblicos [ EDUCAÇÃO BÍBLICA ]
Tags – como eram os estudos nos tempos bíblicos, como era os estudos no tempo da bíblia, estudos na época de Jesus, escola nos tempos bíblicos, escola na bíblia, estudos sumérios, estudos dos egípcios, estudos dos judeus, educação nos tempos bíblicos, educação na bíblia.

MATERIAIS PARA SEU CRESCIMENTO

Comentários

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *